Clube

10 fevereiro 2021, 12h12

O SL Benfica, equipa com mais títulos da competição, volta a defrontar o São João, na final a 8 da Taça de Portugal de futsal, no Pavilhão Multiusos de Gondomar.

Numa repetição da partida de sábado, que as águias venceram por 4-1, atirando a formação de Coimbra para a segunda divisão, Joel Rocha alerta para as dificuldades.

“Não há jogos iguais. E, apesar de terem passado apenas alguns dias do jogo anterior, esta partida vai ser completamente diferente. Em primeiro lugar, vai ter ingredientes diferentes e em segundo lugar, tem uma componente emocional completamente distinta também. É um jogo a eliminar, é a nossa final. É assim que encaramos este jogo”, começou por dizer o técnico Joel Rocha em declarações à BTV.

Os encarnados, segundos na época regular, foram eliminados precocemente da Taça da Liga, ao perderem com o Fundão nos quartos de final, e caso vençam o São João, quinta-feira às 19h30, poderão encontrar-se com o Sporting nas meias-finais.

“A fase regular foi para nós irregular, nunca o escondemos. Temos essa plena consciência. Agora, estamos num momento atual de estabilidade e sobretudo de consistência. Queremos estabilizar e melhorar esta nossa identidade para podermos superar as adversidades que nos forem aparecendo pela frente, em função da qualidade dos adversários”, garantiu.

“O problema é que se pensamos muito longe, ficamos distraídos para o presente. E o presente é que o próximo jogo do Benfica é na quinta-feira. É apenas e só nesse que pensamos. Só depois desse jogo saberemos o que se seguirá”, concluiu o treinador.

FG

Fotos: Arquivo / SL Benfica

Última atualização: 10 de fevereiro de 2021

Utilizamos cookies para enriquecer a sua experiência de navegação.
Ao continuar a navegar no nosso site está a concordar com a nossa política de utilização de cookies.

Aceitar